Como você está na prateleira do Mercado? – 5 dicas para se destacar no mercado de trabalho

Olá! Aqui é o Teo e hoje eu vou te dar 5 dicas para se destacar no mercado de trabalho (e isso vale tanto para profissionais do mercado ágil quanto para qualquer profissional que queria se destacar).

- Como está você na prateleira do mercado?

Pra ajudar a entender melhor, vou fazer uma analogia...

Quem nunca precisou comprar o molho de tomate no mercado para completar a macarronada de domingo e se deparou na dúvida de qual marca levar?

É uma decisão rápida que deve ser tomada e que interfere diretamente na qualidade do prato.

Geralmente optamos por aquele que melhor atende aos nossos critérios, aquele que melhor “se vende” para nós.

No papel de Scrum Master que exerço é muito comum participar do processo de contratação de novos profissionais que comporão os times ágeis.

Seja na empresa onde trabalho, as parceiras que me pedem indicações ou até mesmo amigos que estão em busca de novas oportunidades me solicitam semanalmente ajuda para determinadas posições.

Porém o que posso perceber, e em grande quantidade, é que pessoas talentosíssimas e com muita bagagem profissional não passam da fase de análise de currículo pelo fato de não “se venderem” à altura do seu potencial e com isso sentem-se, muitas vezes, obrigadas a permanecerem em empregos que não se sentem realizadas e isso é um preço muito alto a se pagar.

Por isso nesse artigo eu vou te dar algumas dicas preciosas que farão toda a diferença no momento mais importante de um processo contratual; a análise de perfil do candidato.

30 segundos mudam tudo

Um dos métodos tradicionais para aplicação de vagas de trabalho ainda é o currículo.

Participei recentemente de uma conferência com recrutadoras e um fato relevante que elas revelaram foi a quantidade de currículos analisados para uma comissão de recrutamento que seria realizada; mais de 3 mil aplicações.

Te pergunto:

- Você acha realmente que os currículos são lidos de forma detalhada?

Definitivamente não!

Seu currículo deve chamar a atenção do recrutador nos primeiros 30 segundos de leitura Scanning (que é quando a gente bate o olho rapidamente no texto a procura de informações relevantes).

Para isso é muito importante que seu currículo esteja com uma boa fonte, tamanho adequado para destacar informações juntamente com negrito, cor da fonte neutra e textos curtos e sucinto.

Tente facilitar ao máximo a vida do recrutador, permita que ele encontre, de forma rápida, as respostas que ele necessita para decidir se investirá tempo analisando seu perfil mais profundamente.

Quebre as informações em tópicos e o mais importante:

- Adapte o currículo para a vaga que você vai se candidatar.

Uma dica para fazer isso é “responder”, através da disposição das informações no currículo, à chamada da vaga.

Isso faz com que o recrutador, ao ler seu currículo, responda, para si mesmo, que você preenche aos requisitos.

Qual seu perfil no Linkedin?

Você não tem perfil no Linkedin ainda? Ou pior, ele está abandonado, sem foto e desatualizado?

Certa vez conversando com recrutadores daqui de Curitiba eles me passaram que a plataforma é a principal forma de recrutamento na hora de angariar candidatos em potencial por todos os benefícios que a ferramenta oferece nesse processo, incluindo robôs de pesquisa por palavras-chave.

Em 2017 a Plataforma atingiu 29 milhões de usuários no mundo todo e mais de 500 mil apenas no Brasil, colocando-nos como o 3o País com maior número de usuários.

As vantagens para recrutadores e candidatos são inúmeras, inclusive, na Empresa que hoje trabalho passei pelo processo via Linkedin. Te encorajo hoje mesmo a reativar ou criar sua conta na Ferramenta.

E para te ajudar, escrevi 5 dicas para se destacar no mercado de trabalho turbinando o seu perfil no Linkedin.

Você está em busca de Emprego? Está buscando novas oportunidades? Legal…

Mas como está seu Linkedin? Você não sabe o que é isso 😱😱😱?

Hoje quero te encorajar a criar o seu perfil ou mantê-lo atualizado.

Com as 5 dicas infalíveis que vou ter passar, você terá a maravilhosa experiência de poder escolher onde você quer trabalhar (Poucos brasileiros tem esse poder).

Dica 1 — Cuide da sua foto

Melhor do que nenhuma foto é ter uma “fotinha”, mas melhor do que isso é ter uma foto trabalhada e pensada para o Linkedin, que tenha boa iluminação, edição e um bom plano de fundo.

Uma boa sugestão é que o plano de fundo tenha haver com seu ambiente de trabalho.

Fique atento para um bom enquadramento, maquiagem leve e, se possível, jogue aquela simpatia para abrilhantar ainda mais seu rosto.

Estima-se que um perfil com uma boa foto aumenta em 21x as visualizações.

Dica 2— Quem é você?

Na página do seu perfil, o Linkedin exibe abaixo da sua foto uma seção destinada para seu resumo:

Muiiita atenção…

Esta seção é destinada para que você diga resumidamente quem é você.

É nesse momento que você precisa prender a atenção de quem está vendo o seu perfil. Esta é a hora de você dá uma pequena amostra desse tesouro que é você.

O recrutador tem que ler seu resumo e dizer “Putz, alguém me explica o por quê eu ainda não chamei esse cara para uma entrevista?!”

Trabalhe bem esse texto e, se possível, envie-o para amigos e colegas para que eles o critiquem (de forma positiva, claro) e te deem feedback se o seu resumo profissional despertou o interesse deles.

Se sua carreira te exige inglês, uma boa dica é traduzi-lo para o tal (Mas só se a carreira exige, pois isso pode dificultar a leitura dos recrutadores quando o inglês não é necessário).

Também procure incluir palavras-chaves para que o seu perfil apareça nas buscas dos recrutadores.

Dica 3— Quais foram suas estradas?

Mais do que simplesmente dizer que trabalhou em uma empresa é contar a sua experiência nela.

Aproveite esse espaço para falar dos desafios que enfrentou e como os superou.

Fale sobre as atividades que você desenvolvia e também sobre como era sua equipe de trabalho.

Uma dica preciosa é contar o que você agregou de bom (quais resultados concretos você ajudou na empresa) e em que aspecto a cultura empresarial daquela empresa mudou você para melhor.

Fazendo isso seu perfil pode ser visualizado 12x mais!

Dica 4— Conte-nos sobre suas conquistas?

Sabe aquele curso de inglês que você passou 3 semestres frequentando e o concluiu com sucesso?

Pois é, os recrutadores adorariam saber sobre ele!

Aproveite para incluir os eventos dentro da sua área que você teve a oportunidade de participar como palestrante ou ouvinte e fale também sobre os prêmios que recebeu.

Tudo isso você encontra na seção “Conquistas”.

Dica 5 — O importante é ter QI (Quem Indica)

Ter alguém que possa falar bem do período que conviveu com você em alguma empresa, evento ou faculdade é muito importante.

Melhor do que falarmos bem sobre nós, é os outros fazerem isso.

Converse com seus colegas para escreverem recomendações sobre você, você também pode pedir para membros de uma comunidade de você ajuda ou apoia para fazer isso.

A dica de ouro é: Escreva indicações sobre seus amigos, quanto mais você fizer mais irão fazer para você, acredite, isso acontece!

Por fim…

Espero que essas dicas possam te ajudar a transformar sua carreira profissional.

O mais difícil dessas dicas não são lê-las mas meter a mão na massa e praticá-las. São coisas simples como essas que fizeram a diferença na minha vida profissional e espero que aconteça com você.

Uma coisa muito importante ainda sobre o Linkedin, é que muitos candidatos esquecem de incluir o seu perfil no currículo.

Atente-se para não cometer esse erro, trata-se de uma informação bastante relevante.

Comenta aqui abaixo quais as principais dificuldades que você tem em relação a vender a sua imagem para um processo de recrutamento, adorarei te ajudar a superá-las.

Até a próxima.

Insert Symbol or Content Template
Scrum Guide 2017: O que mudou?
7 Passos Práticos para a Evolução da sua Carreira